A hist

A história da seringueira: árvore que produz a borracha natural

Foi quando Charles Goodyear descobriu a vulcanização (fusão do látex com enxofre por meio do fogo) que a borracha natural se destacou como matéria-prima para pneus de carros e solas de sapatos, por exemplo. Nesta época, o Brasil se tornou o maior exportador de látex do mundo e a seringueira, o mais importante recurso natural do país. Foi um momento de crescimento econômico no norte brasileiro que culminou expansão de cidades e a abertura econômica na região.

A seringueira perdeu importância econômica nacional quando o botânico inglês Henry Wickman levou sementes de seringueira para serem cultivadas na Ásia e Malásia. Anos depois, extensas florestas de seringueiras eram exploradas fora do Brasil, diminuindo em muito as exportações.

Com o extrativismo de látex em declínio, muitos fazendeiros foram à falência e venderam suas propriedades a baixo custo, levando ao endividamento dos cofres públicos. Por volta de 1945, a extração de seringa retraiu ainda mais com o início da produção sintética de borracha, mas é uma atividade que nunca se extinguiu.

Os seringais hoje

A extração de látex e a exploração da árvore seringueira continuam sendo importantes fontes de renda para milhares de famílias, principalmente no norte do Brasil. A seringa é matéria-prima para mais de 30 mil itens, que vão de tinta até medicamentos, no entanto, a fabricação de borracha é o principal uso do látex e, em 2012, o Brasil produziu apenas 1,5% da borracha natural extraída em todo o globo, afirma o Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

A redação do Pensamento Verde possui experiência na produção de conteúdos relacionados ao tema da sustentabilidade e preservação do meio ambiente. Estamos sempre em busca de informações atuais, interessantes e de grande relevância para a sociedade, pesquisando práticas sustentáveis ao redor do mundo e trazendo para o leitor apaixonado pela natureza. Acompanhe nosso portal e mantenha-se informado, contribuindo com um futuro melhor para o nosso Planeta Terra.