Sites Grátis no Comunidades.net
A sua localiza

A sua localização

Dos monumentos destacamos o Aqueduto das Águas Livres, o Aqueduto da Gargantada, a Quinta do Assentista (séc. XVIII), os Antigos Postos da Guarda Fiscal (finais do séc. XIX), o chafariz da Porcalhota (1850), a capela de N. Sr.ª da Conceição da Lapa (séc. XVIII), a Casa Aprígio Gomes (1903), a necrópole de Carenque (3000 a.C.), os Moinhos de Vento, em Moinhos da Funcheira, o monumento a José Afonso e o monumento aos Pioneiros da Aviação (1997). São locais quase obrigatórios de visita a casa-museu Roque Gameiro, que comporta uma biblioteca especializada em história local e ao miradouro Monte Suímo, com 291 m de altitude.

Foto: Aqueduto da Gargantada

Foto: Quinta do Assentista

Foto: Necrópole de Carenque

Receita enviada por Maria Prazeres:

Esta receita remonta a finais do século XIX, sendo um petisco muito famoso nessa época, celebrizado pelas mãos de Pedro Franco, figura popular da Porcalhota.

Este apetitoso guisado de coelho era servido no seu estabelecimento, e atraía muitas pessoas desta zona e dos arredores.

A sua fama era tal que Eça de Queiroz, no seu livro "Os Maias", faz referência a este pitéu na seguinte passagem: "Felizmente estavam chegando à Porcalhota. O seu vivo desejo seria comer o famoso coelho guisado (…) ".

A Receita Original do "Coelho à Pedro dos Coelhos" é a seguinte:

"Depois de morto o animal, esfola-se, recolhendo o sangue para uma tigelinha com vinagre, por forma a não coalhar, tendo, no entanto, o cuidado de o não sangrar totalmente. Deste modo a carne do coelho não fica branca e sem gosto.

Parte-se em seguida em pedacinhos, aproveitando os miúdos e a cabeça, da qual se retiram os olhos.

Em seguida deita-se num tacho de barro um pouco de banha, e vários dentes de alho picados. Junta-se também cebola picada a alourar.

Adiciona-se, então, os pedaços de coelho e muito tomate, salsa picada, sal e pimenta, e por fim um fio de azeite.

Em lume brando coze-se o coelho.

Depois de cozido, junta-se, nesta altura, o sangue e o vinagre que no princípio foi guardado na tigelinha, e um pouco de água, levando a lume brando por pouco tempo.

Num outro tacho de barro, com a água da cozedura faz-se o arroz.

Dentro dos eventos e festas da cidade, temos o Festival de Música Portuguesa (Setembro), o Festival Internacional de Banda Desenhada (Outubro/Novembro), o Salão do Automóvel Antigo (Junho) e a FEIRAMA - Feira de Actividades Económicas do Município da Amadora, em Novembro.

Foto: Festival de Música Portuguesa

Foto: Festival Internacional de Banda Desenhada

Recomendamos os espaços culturais, onde se destaca: o Cine-Teatro Municipal D. João V; o Centro Nacional de Banda Desenhada e Imagem; a Fábrica da Cultura; a Galeria Municipal Artur Bual; o Centro de Arte Contemporânea de Amadora e os Recreios de Amadora.

Foto: Cine-teatro Municipal D João V

De Lisboa utilize o IC19. Do Porto utilize a A1 até Lisboa, depois 2ª circular e por fim o IC19. De Faro utilize a A2 até Lisboa (ponte 25 de Abril), saída para a A5 e posteriormente IC19. E boa viagem.

Watermark Surf House

Novo alojamento em Amarante - River Hostel

RIVER HOSTEL BREVEMENTE EM AMARANTE, COM 8 QUARTOS E 30 CAMAS. VEM CONHECER E VISITAR A CIDADE DE AMARANTE. DISFRUTAR DOS PASSEIOS A BEIRA DO RIO TAMEGA. SABOREAR UM DOCE OU PRATO TRADICIONAL DA REGIÃO. E DEPOIS NADA MELHOR QUE DESCANSAR NO CONFORTO OFERECIDO PELOS QUARTOS TEMATICOS.

Visitas guiadas no Jardim Botânico Tropical -

Visitar o Jardim Botânico Tropical é uma oportunidade de viajar pelo mundo através do contacto com uma vasta coleção de plantas vivas. A CERCiência convida-o a conhecer melhor algumas destas plantas e a sua importância na sociedade e na História, num passeio orientado pelo jardim. Informações e contacto: www.cerciencia.pt > Atividades atividades.botanico@cerciencia.pt 933756154

Seja correspondente de Oportaldeturismo.com